medicina diagnóstica

especialidades médicas

Conheça as especialidades em medicina diagnóstica que o IACS oferece.


Anatomia Patológica e Citopatologia

Anatomia Patológica
Patologia é o estudo das doenças. A maioria das doenças provoca modificações morfológicas nos órgãos e tecidos do corpo, conhecidos como lesões. As lesões podem ser específicas de determinadas doenças ou comuns a diversas delas.As especialidades médicas que estudam essas modificações, usando métodos basicamente morfológicos, chamam-se Anatomia Patológica e Citopatologia. Quando há necessidade de se estudar uma determinada doença, fazer o seu diagnóstico, verificar a sua evolução, ou estabelecer um estadiamento como nos casos dos tumores, os métodos utilizados são: o exame da biópsia e/ou peça cirúrgica e o exame citopatológico.

Exames de Biópsias
A biopsia é a retirada de fragmentos de tecido (lesões) do indivíduo para análise. A "peça cirúrgica" é composta por órgãos inteiros ou conjunto deles, através das cirurgias convencionais.  Ao retirarmos os tecidos / órgãos do nosso organismo, as células imediatamente sofrem modificações degenerativas que, se não prevenidas, podem impedir parcial ou totalmente um diagnóstico.  Para isso, o material deve ser fixado em solução de formalina (formol) a 10%, ou em outras substâncias fixadoras, imediatamente após a sua retirada.
A informação clínica pertinente à patologia em questão é de fundamental importância para um bom diagnóstico ajudando, na maioria das vezes, o patologista a equacionar e resolver os quesitos de uma doença.

Biópsia + Informação Clínica = Bom diagnóstico

Citopatologia
Outro método utilizado para a análise morfológica é o exame citopatológico, onde são estudadas as alterações de células isoladas e/ou em pequenos grupos. As amostras podem ser obtidas por raspagem, descamação natural ou por aspiração.
A obtenção por raspagem com espátula, escova, ou acessório similar, é bastante conhecida nos casos de prevenção do câncer ginecológico, onde o material a ser analisado é colhido do colo uterino.  As alterações celulares são avaliadas para o diagnóstico precoce de câncer, ou de lesões que podem levar a desenvolvê-lo.

Papanicolaou, Citologia Líquida
Uma coloração utilizada para análise é a idealizada por George Papanicolaou, e o exame é conhecido popularmente como "exame de Papanicolaou".
A exemplo das biópsias, o material (esfregaços) deve ser fixado (preservado) rapidamente em soluções alcoólicas para evitar o deterioramento das células e, junto com a informação clínica, enviado aos laboratórios para a análise por profissional médico.

Líquidos cavitários: líquido pleural, coleções
O exame citopatológico dos líquidos (cavidades, lavados, urina) e secreções, destinam-se quase que exclusivamente a pesquisa de células neoplásicas (cancerosas).

Punção Aspirativa com Agulha Fina
Recentemente passou-se a utilizar amostras celulares obtidas por aspiração, método este conhecido por Biópsia Aspirativa ou Punção Aspirativa; onde são utilizadas agulhas finas e aspirados com seringas para obter células das diversas lesões. É um método rápido, de baixo custo operacional e, se realizado com técnicas adequadas e por profissional devidamente treinado, é de grande confiabilidade. É útil no estudo das lesões de tireóide, mamas, linfonodos, glândulas salivares, bem como órgãos internos. O material de punção deverá ser entregue em uma das unidades do IACS, após a punção ser realizada por médico especialista em clínica ou consultório escolhido pelo paciente.

Como qualquer método diagnóstico, todos os procedimentos acima tem suas limitações e sensibilidades diagnósticas, que devem ser discutidas com os pacientes e com os profissionais assistentes do caso.